Escolha uma Página

Nasceu de cesariana?? Coitada!

Coitada de quem?
De quem tem este tipo de comentário, julgamento e descriminação.

Libertem as mães destas opiniões completamente dispensáveis, que nada acrescentam a não ser dor e sofrimento à mulher.

Por isso escrevo para ti, mulher que deste à luz por cesariana, que ficaste horas em trabalho de parto, que desejaste por tudo que o teu bebé descesse pela via natural, que não tiveste outra escolha, que imaginaste vezes sem conta o parto a acontecer por via vaginal, que nada correu como querias, que (como todas as mulheres) querem o melhor para o seu bebé:

Uma mãe não se define pela forma como deu à luz.

Descansa o teu coração, olha para o teu bebé, aceita a forma como aconteceu.
Agradece pela tua coragem, pelo teu (infindável) amor.
Revê a tua definição de mulher. Sente-te ‘cumprida’ por dentro.
Geraste vida. És mãe. E para o teu bebé, és única no mundo.

Liberta-te da necessidade de te justificares, como se estivesses errada ou como se tivesses feito algo mau ao teu bebé. O teu bebé está grato por teres sido corajosa e teres feito o melhor para ele.

Faz as pazes contigo própria, transforma essa sombra em pontos de luz.
Por ti. Pelo teu bebé.

Abraço-te!

Grata por estares aqui!

Sandra Matos

 

Pessoas que leram este artigo, também leram:

Share This