Escolha uma Página

Pááááára de fazer isso!! – gritava a do meio para a mais pequena enquanto sacudia a areia.
Estão juntas 24 horas por dia. Brincam, riem-se, divertem-se, mergulham, lêem e, essencialmente, estabelecem limites.

PÁRA, CHEGA e SAI são as 3 palavras que mais ouço nos últimos dias.

Adoram-se e por isso mesmo têm espaço (e necessidade) de expressar os seus limites pessoais. Quanto mais tempo juntas, maior a necessidade.

E as crianças são muito imediatas na sua expressividade. As minhas filhas dão-me oportunidade de expressar mais e melhor os meus limites pessoais.

Muitas de nós, mulheres (e especialmente as mães), fomos deixando de reconhecer ou respeitar os nossos limites pessoais ou, por vezes, reconhecemos e não temos coragem de os expressar. E assim vamos aprendendo a nos colocarmos em último lugar.

Há quem o faça uma vez.
Há quem o faça muitas vezes.
Há quem o faça uma vida inteira.

Sabes, dizeres pára, chega e sai é tão importante no teu crescimento como no crescimento dos teus filhos.

Partilho contigo os 3 R’s:
Reconhece, está atenta aos teus sinais, à tua linguagem interna, às frases que te surgem no pensamento.
Respeita, ouve-te, valoriza o que estás a sentir.
Responde, comunica, expressa, verbaliza os teus limites pessoais.

Assim, estarás a crescer, como mulher e como mãe.

E não basta Reconheceres, Respeitares e Responderes uma vez.
É uma prática diária e continua.

Grata por leres o que escrevo.

Um abraço para ti,

Sandra Matos
Mulher
Mãe
Coach
Professora de Yoga
Yoga no feminino
Fundadora da Escola Babyoga Portugal

 

Pessoas que leram este artigo, também leram:

Share This